Quarta-feira, 30.05.12

...

Boim: crescimento da freguesia exige maior atenção por parte do poder autárquico

 

Nos dias 24 e 25 de maio, os vereadores e deputados da Coligação Lousada Viva visitaram a freguesia de Boim. Os contactos com a população e Junta de Freguesa revelaram alguns problemas que é urgente resolver e que os vereadores abordarão em reunião de Câmara.

 

Boim é uma das freguesias do Concelho que tem apresentado um crescimento significativo nos últimos anos, pelo que é essencial a criação de infraestruturas que garantam qualidade de vida à população.

 

 

Centro Escolar apresenta vários problemas

 

 

A construção da EB1 resultou da ampliação do Jardim de Infância, que ocorreu há cinco anos. No entanto, o edifício apresenta já vários problemas, sendo de destacar as várias fissuras preocupantes nas paredes do edifício, a humidade em algumas salas de aula e a ausência de coberto na entrada principal da escola. Verificou-se ainda que o muro lateral das escadas de acesso ao piso superior é demasiado baixo, colocando em causa a segurança das crianças. Também por questões de segurança é urgente delimitar o espaço de jogos e o parque infantil frequentado pelas crianças do Jardim de Infância. O edifício é suficiente para o número de alunos, o que não acontece com o espaço destinado ao recreio, que precisa de ser aumentado, sendo necessária a aquisição de terreno.

 

 

Saneamento aguarda abertura de ETAR

 

 

A cobertura da rede de água e saneamento ronda os 75%. Em algumas ruas, como por exemplo na Rua D. António Meireles, as condutas de saneamento estão instaladas mas ainda não funcionam, aguardando a abertura da Etar de Sousa, em Lodares. Entretanto, vários habitantes contactaram os vereadores da Coligação, reclamando a instalação da rede de saneamento na Rua de Sá e na Travessa da Arroteia.

 

 

A drenagem de águas pluviais continua a ser também um problema que urge resolver na Rua da Restauração, Rua do Outeiro e na Rua de 5 de Outubro (no entroncamento com a Rua de Santa Ana).

 

 

Relativamente à rede viária, tal como acontece em todo o Concelho, poucas ruas têm passeios para peões, várias são estreitas e muitas têm o pavimento irregular, necessitando de novo pavimento, como por exemplo a Rua da Restauração e Travessa da Arroteia.

 

 

Cortes na iluminação pública devem ser bem ponderados

 

 

A propósito dos cortes que o Município de Lousada está a fazer na iluminação, desligando aproximadamente 50% das lâmpadas públicas do Concelho, o vereador Leonel Vieira afirmou esperar que “o executivo socialista aproveite a oportunidade para usar as lâmpadas desligadas e as respetivas armaduras nos locais onde a população há muito reclama iluminação pública, como por exemplo na Rua da Restauração e Travessa do Cruzeiro, aqui em Boim”.

 

 Em Boim, os cortes na iluminação pública estão a ser executados em diálogo com a Junta de Freguesia. Segundo Leonel Vieira, “o mesmo não acontece com outros presidentes de Junta de Freguesia, que não estão a ser ouvidos”, lamenta. Sobre a necessidade de o Município de Lousada ter que reduzir urgentemente despesas com o consumo de energia elétrica, o Vereador afirmou que “esta situação resulta de uma má gestão do dinheiro público. O Município, ao longo destes últimos anos, tem andado a desbaratar dinheiro em demasiadas festas e em alguns equipamentos inúteis, e agora chegou a fatura para pagar e o dinheiro não chega”. E acrescentou que o Município de Lousada “precisa de uma nova gestão, que privilegie a execução de obras e a construção de equipamentos verdadeiramente úteis para os Lousadenses e que se faça uma administração rigorosa dos recursos humanos e financeiros”.

 

 

 Nos contactos com a população, esta reclamou ainda a colocação de cobertos para passageiros nas paragens do autocarro.

 

Na noite de sexta-feira, foram homenageados todos aqueles que deram o rosto pelo PSD nas eleições autárquicas, candidatando-se a presidentes de Junta de Freguesia. Maria de Jesus Ferreira Pinto, Joaquim Ferreira de Oliveira, Manuel Vicente Pereira Correia e João de Oliveira Peixoto foram homenageados a título póstumo. Manuel Firmino Pinto Leal, Antero Nunes Moreira,Manuel Magalhães Teixeira, Joaquim Couto da Silva, Albino Pereira Borges e José Paulo Vieira receberam a placa de homenagem das mãos de várias personalidades da Coligação.

 

 

 


 

 
publicado por José Carlos Silva às 19:01 | link do post | comentar

Boa tarde

tags:
publicado por José Carlos Silva às 18:51 | link do post | comentar
Domingo, 27.05.12

POR TODOS NÓS, PELOS NOSSOS FILHOS E NETOS.

É preciso fazer algo ...

NENHUM GOVERNANTE, FALA NISTO... PUDERA...

O que a Troika queria aprovar e não conseguiu!!!.............

1. Reduzir as mordomias (gabinetes, secretárias, adjuntos, assessores, suportes burocráticos respectivos, carros atestados, motoristas, etc.) dos ex-Presidentes da República.

2. Redução do número de deputados da Assembleia da República para 80, profissionalizando-os como nos países a sério. Reforma das mordomias na Assembleia da República, como almoços opíparos, com digestivos e outras libações, tudo à custa do pagode.

3. Acabar com centenas de Institutos Públicos e Fundações Públicas que não servem para nada e, têm funcionários e administradores com 2º e 3º emprego.

4. Acabar com as empresas Municipais, com Administradores a auferir milhares de euro/mês e que não servem para nada, antes, acumulam funções nos municípios, para aumentarem o bolo salarial respectivo.

5. Por exemplo as empresas de estacionamento não são verificadas porquê? E os aparelhos não são verificados porquê? É como um táxi, se uns têm de cumprir porque não cumprem os outros? e se não são verificados como podem ser auditados*?

6. Redução drástica das Câmaras Municipais e Assembleias Municipais, numa reconversão mais feroz que a da Reforma do Mouzinho da Silveira, em 1821.

7. Redução drástica das Juntas de Freguesia. Acabar com o pagamento de 200
euros por presença de cada pessoa nas reuniões das Câmaras e 75 euros nas
Juntas de Freguesia.

8. Acabar com o Financiamento aos partidos, que devem viver da quotização dos seus associados e da imaginação que aos outros exigem, para conseguirem verbas para as suas actividades.

9. Acabar com a distribuição de carros a Presidentes, Assessores, etc, das Câmaras, Juntas, etc., que se deslocam em digressões particulares pelo País;.

10. Acabar com os motoristas particulares 20 h/dia, com o agravamento das horas extraordinárias... para servir suas excelências, filhos e famílias e até, os filhos das amantes...

11. Acabar com a renovação sistemática de frotas de carros do Estado e entes públicos menores, mas maiores nos dispêndios públicos.

12. Colocar chapas de identificação em todos os carros do Estado. Não permitir de modo algum que carros oficiais façam serviço particular tal como levar e trazer familiares e filhos, às escolas, ir ao mercado a compras, etc.

13. Acabar com o vaivém semanal dos deputados dos Açores e Madeira e respectivas estadias em Lisboa em hotéis de cinco estrelas pagos pelos contribuintes que vivem em tugúrios inabitáveis.

14. Controlar o pessoal da Função Pública (todos os funcionários pagos por nós) que nunca está no local de trabalho. Então em Lisboa é o regabofe total. HÁ QUADROS (directores gerais e outros) QUE, EM VEZ DE ESTAREM NO SERVIÇO PÚBLICO, PASSAM O TEMPO NOS SEUS ESCRITÓRIOS DE ADVOGADOS A CUIDAR DOS SEUS INTERESSES, QUE NÃO NOS DÁ COISA PÚBLICA.

15. Acabar com as administrações numerosíssimas de hospitais públicos que
servem para garantir tachos aos apaniguados do poder - há hospitais de
província com mais administradores que pessoal administrativo. Só o de
PENAFIEL TEM SETE ADMINISTRADORES PRINCIPESCAMENTE PAGOS... pertencentes ás
oligarquias locais do partido no poder.

16. Acabar com os milhares de pareceres jurídicos, caríssimos, pagos sempre aos mesmos escritórios que têm canais de comunicação fáceis com o Governo, no âmbito de um tráfico de influências que há que criminalizar, autuar, julgar e condenar.

17. Acabar com as várias reformas por pessoa, de entre o pessoal do Estado e> entidades privadas, que passaram fugazmente pelo Estado.

18. Pedir o pagamento dos milhões dos empréstimos dos contribuintes ao BPN e BPP.

19. Perseguir os milhões desviados por Rendeiros, Loureiros e Quejandos, onde quer que estejam e por aí fora.

20. Acabar com os salários milionários da RTP e os milhões que a mesma recebe todos os anos.

21. Acabar com os lugares de amigos e de partidos na RTP que custam milhões ao erário público.

22. Acabar com os ordenados de milionários da TAP, com milhares de funcionários e empresas fantasmas que cobram milhares e que pertencem a quadros do Partido Único (PS + PSD).

23. Acabar com o regabofe da pantomina das PPP (Parcerias Público Privado), que mais não são do que formas habilidosas de uns poucos patifes se locupletarem com fortunas à custa dos papalvos dos contribuintes, fugindo ao controle seja de que organismo independente for e fazendo a "obra" pelo preço que "entendem".

24. Criminalizar, imediatamente, o enriquecimento ilícito, perseguindo, confiscando e punindo os biltres que fizeram fortunas e adquiriram patrimónios de forma indevida e à custa do País, manipulando e aumentando preços de empreitadas públicas, desviando dinheiros segundo esquemas pretensamente "legais", sem controlo, e vivendo à tripa forra à custa dos dinheiros que deveriam servir para o progresso do país e para a assistência
aos que efectivamente dela precisam;

25. Controlar rigorosamente toda a actividade bancária por forma a que, daqui a mais uns anitos, não tenhamos que estar, novamente, a pagar "outra crise".

26. Não deixar um único malfeitor de colarinho branco impune, fazendo com que paguem efectivamente pelos seus crimes, adaptando o nosso sistema de justiça a padrões civilizados, onde as escutas VALEM e os crimes não prescrevem com leis à pressa, feitas à medida.

27. Impedir os que foram ministros de virem a ser gestores de empresas que tenham beneficiado de fundos públicos ou de adjudicações decididas pelos ditos.

28. Fazer um levantamento geral e minucioso de todos os que ocuparam cargos políticos, central e local, de forma a saber qual o seu património antes e depois.

29. Pôr os Bancos a pagar impostos.

Assim e desta forma, Sr. Ministro das Finanças, recuperaremos depressa a nossa posição e sobretudo, a credibilidade tão abalada pela corrupção que grassa e pelo desvario dos dinheiros o Estado.

Ao "povo", pede-se o reencaminhamento deste noticia, até percorrer todo o País.

POR TODOS NÓS, NOSSOS FILHOS E NETOS.
publicado por José Carlos Silva às 18:09 | link do post | comentar

Carlos Nunes: «Nunca foi nossa intenção despedir funcionários camarários.»

 

Carlos Nunes: «Nunca foi nossa intenção despedir funcionários camarários.»

 

 

 

TVS: Leonel Vieira na sua ótica é o que melhor serve os interesses dos munícipes? Considera que os resultados obtidos poderão favorece-lo?

 

Carlos Nunes: São bastantes os elogios que posso referir sobre Leonel Vieira, mas há um que gostaria de destacar, que destacar, que é a dedicação ao concelho e aos lousadenses. Leonel Vieira sempre esteve ligado ao concelho de forma empenhada e construtiva. É uma pessoa honrada, competente, disponível, afável, idónea e solidária. É a pessoa certa para protagonizar um projeto de mudança responsável no concelho. Os resultados obtidos em 2009 evidenciam toda essa capacidade aglutinadora do previsível candidato Leonel Vieira. Na altura foram muitos os militantes, simpatizantes e independentes que se juntaram à sua candidatura. Hoje são muitos mais, sem dúvida. Até porque a alternância democrática será muito boa para Lousada.

 

 

TVS: Pedro Machado tem perfil eleitoral?

 

Carlos Nunes: Não tem perfil de liderança, não tem carisma, não é uma pessoa aglutinadora de vontades. Depois, aquilo que já demonstrou ser capaz fica aquém da ambição que defendo para o meu território e para os meus concidadãos. É uma pessoa que se tem chegado à frente por empurrão e não por convicção.

 

Se o PS não ganhar em 2013?

Carlos Nunes - «(…). É caso para perguntar o que fará o atual vice-presidente em caso de derrota do PS, uma vez que nunca fez mais que ser funcionário da autarquia e ter chegado a vereador por ser cunhado do presidente.»

publicado por José Carlos Silva às 15:59 | link do post | comentar

É uma roda

 

Quem se passeia neste mundo de olhos minimamente abertos tem a noção clara que nem tudo o que reluz é ouro e que na claridade do dia bailam as sombras da noite e no recanto dos armários dormem os esqueletos que espantam e desassossegam o quotidiano de todos ou de quase todos nós.

Não tenhamos dúvidas: sempre que se puxa um minúsculo fio desenrola-se um imenso novelo que parece nunca ter fim. E o mais caricato é no fim voltarem a enrolar o novelo e a recolocarem-no no mesmo local de onde o tiraram e tudo voltar à normalidade de sempre.

O comum dos mortais pode nem se questionar, pois não perde tempo com estas pequenas/grandes ninharias. Na hora de escutar as «notícias» muda de canal ou desliga a televisão e dedica o seu tempo a atividades mais interessantes. Contudo esta é uma faixa cada vez mais rara e acrítica. A tendência universal é que a generalidade se dedique a escrutinar onde começa o novelo e onde ele termina. E há na atual paisagem uma predileção que se pode considerar doentia: corre atrás do fio mesmo que este seja o errado, pois por norma o fio verdadeiro encontra-se no Olimpo protegido pelos eternos deuses da verdade.

É uma roda. O universo comanda o todo e protege as partes de todo o resto e as partes protegem-se umas às outras e assim sucessivamente. Há um emaranhado de laços, de cordas, de sonhos, como num regresso a quinhentos, aos descobrimentos e ao renascimento. E podemos recuar ao princípio da nacionalidade e à construção dos poderes e dos poderes dos poderes, à formação e nascimento dos estados e da sua perduração no tempo, à forma como se ergueram, esboroaram e à eterna cumplicidade séculos fora.

Daí assistir sorrindo a certas lutas de alecrim e manjerona neste retângulo tão velhinho que foi erguido de alianças e cumplicidades avoengas das atuais. Sempre existiram. E essas polémicas desencadeadas com um fervor messiânico servem vários senhores e escondem várias estratégias. E esta verdade nunca é dita. Daí eu sorrir.

 

 

publicado por José Carlos Silva às 14:24 | link do post | comentar
Quinta-feira, 24.05.12

Fazer pouco de quem é pobre.

O caviar - as ovas de esturjão - são um produto 'gourmet' altamente valorizado
O caviar - as ovas de esturjão - são um produto 'gourmet' altamente valorizado
Mário Lino

Pegar em 11.500 euros e comprar ovas de peixe. Boa ideia? Para a grande maioria, nem por isso. Mas há quem o faça, e quanto mais caro melhor. Quem o diz é Bruno Costa, diretor da Iguarias d'Excelência, ele que já foi corretor na City de Londres, mas depois decidiu optar por algo mais calmo... e ainda mais luxuoso. Caviar.

Bruno Costa tornou-se importador e representante de uma conhecida marca de caviar que consegue trazer a Portugal ovas de esturjão acabadinhas de enlatar, desde a França ao Mississipi, passando pela China e pelo Irão.

Uma viagem pelos sentidos que Bruno Costa descreve: "O caviar do Mississipi é mais escuro e também o mais barato. É de água doce e ronda os 1500 euros/quilo", começa. "Depois, temos o caviar de Aquitaine, francês da região de Gironde, que também não é selvagem. Este produto era originalmente da Rússia, da região da Sibéria e era um caviar barato, até que os irmão russos o colocaram no Ritz nos anos 1920 e passou a ser um produto de luxo", prossegue.

Enquanto fala, Bruno Costa vai abrindo pequenas latas de caviar, que distribui com parcimónia pelos vários convidados da noite, clientes que vêm para jantar no The Ocean, o restaurante duas estrelas Michelin do hotel Vila Vita, no Algarve, gerido pelo austríaco Hans Neuner. E por opção, para os verdadeiros amantes das raras ovas de esturjão, Bruno decide colocá-las do modo mais natural: nas costas da mão.

"Desculpem, mas esta é uma das formas mais simples e mais apreciadas de degustar caviar, por isso se não se importam estendam um pouco as vossas mãos", solicita.

Haveria, claro, outras formas de experimentar esta preciosa raridade, que não entusiasma todos da mesma forma. Com tostas ou bolachas salgadas, com ovo cozido e cebola picada, com creme fraiche ou até só com vodka fresca. Negativo seria testá-lo com uma colher de aço inoxidável ou mesmo até de prata, porque podem distorcer o sabor.

À falta de melhor, uma colher de ouro ou de madrepérola serviriam, mas aqui optou-se mesmo por comer da mão.

Caviar made in China? Sim, e é bom.


Bruno Costa retoma as explicações para nos levar agora até à China, mais concretamente até ao Lago das Mil Ilhas, na província de Zhejiang, no leste. É de lá que vem o caviar made in China, do tipo Kaluga. Mas não se pense que é barato. Desde 1997 que os chineses começaram a importar ovos fertilizados de esturjão a partir da Sibéria e a criá-los no rio Heilongjiang, no nordeste da China.

Muitos morreram entretanto devido a mudanças de temperatura no lago, até que os chineses acertassem com um método para controlar a temperatura da água, que deve estar sempre entre os 15 e os 23 graus centígrados. A solução foi bombar água de profundidade, mais fria, quando o tempo aquece.

Mas ainda assim é difícil identificar quais os machos e as fêmeas de esturjão, sendo que estas últimas têm as ovas mais apetecidas. "Os ovos podem ser extraídos apenas durante os primeiros 11 semanas do esturjão do estágio de maturidade 4, isto é, durante o oitavo ano de sua vida", disse Wang Bin, um cientista da Academia Chinea num artigo da agência Xinhua sobre a criação de esturjão na China. "Isso é muito difícil de dominar. Se tirados um pouco cedo demais, os ovos não são ricos o suficiente, se for muito tarde os ovos secam", explica o cientista.

Daí que, ao contrário de outros produtos chineses, neste caso o caviar vindo da China ronda entre 5000 e 5500 euros/quilo.

O produto alimentar mais caro do Mundo


Por fim, o Beluga, originalmente do Irão. É o produto alimentar mais caro do mundo, seguido da essência de açafrão e das trufas brancas. Custa 11.500 euros cada quilo.

"No Irão, é o melhor dos locais para o esturjão selvagem, porque as águas são quentes à superfície e frias no fundo", explica Bruno Costa, enquanto mostra e dá a provar amostras do caviar mais caro do mundo. "A qualidade do caviar define-se também pela cor. Vai do mais escuro para o mais claro, sendo que o mais claro como este, que é acinzentado, é o melhor", garante.

Na Europa, está proibida a venda do caviar selvagem, por causa do carácter de espécie ameaçada que define atualmente o esturjão Beluga. "Não se preocupem, que este veio da Holanda". A Holanda é como a China. Por lá parece haver de tudo, pelos vistos até produção de caviar.

A demonstração de caviar decorreu no restaurante The Ocean, do Vila Vita, à margem do evento A Rota das Estrelas. O jantar juntou os chefes Dieter Koschina (Vila Joya), Ricardo Costa (The Yeatman), Benoit Sinthon (Il Gallo D'Oro) e Hans Neuner (Vila Vita), todos eles com estrelas Michelin.

 



Ler mais: http://expresso.sapo.pt/vale-mais-um-caviar-na-mao=f727710#ixzz1vpIXdmBE

publicado por José Carlos Silva às 22:51 | link do post | comentar

A importância da mulher na política

Durante séculos e séculos a mulher ostentou um papel secundário na política. A II guerra mundial e, principalmente, o fim do século XX e o dealbar do século XXI fixaria definitivamente o papel relevante da mulher na narrativa política. Data deste espaço temporal a afirmação da mulher na vida pública e a sua ascensão meteórica nos cargos de domínio público, tendo logrado atingir os mais altos lugares da magistratura politica. A mulher, em pleno século XXI, domina, completamente, a agenda e a liturgia politica. Ela afirmou-se perante o homem.

publicado por José Carlos Silva às 19:13 | link do post | comentar

Blindagem

Aprendi há muito tempo que a vida faz-se caminhando e que essa caminhada é revestida de escolhos e de engulhos. Aprendi, igualmente, que há quem não se detenha perante nada e considere que uma pedra no caminho nunca seja um escolho ou um engulho mas sim um momento único de afirmação da sua força e do seu poder, assim como a razão para resguardo de putativos momentos de aflição em momentos futuros muito próximos. Há, realmente, quem tema o confronto interno e se resguarde, iniciando um processo de blindagem interna que o conduz ao poder. Não é de estranhar, pois há quem seja levado ao colo e colocado no pedestal do poder sem esforço, sem alma, sem rasgo e sem chama.

Tudo isto a propósito do anúncio de uma candidatura à liderança da concelhia do Partido Socialista de Lousada. Eu até acho muito bem que Pedro Machado – o ainda vice – presidente da Câmara de Lousada – seja candidato à liderança desta estrutura, renovando-a. Presto aqui a minha homenagem a José Santalha – opositor político – que sempre soube conduzir o combate político com extrema lisura. Contudo, fiquei perplexo com o fato de Pedro Machado ser candidato, e por diversas razões. A primeira – a de maior estranheza – é que blindou todo o processo, garantido a sua eleição. Ninguém do PS se atreverá a ir contra o putativo candidato à Câmara. Depois, assegurou a sua indicação, pela Comissão Politica do PS, como candidato à Câmara de Lousada. Por último, arrumou com qualquer pretendente à sucessão de Jorge Magalhães.

É pena que o seu estratega se tenha esquecido de um pormenor importante: vai ser presidente do PS LOUSADA e Candidato à Câmara de Lousada, um duplo problema.

tags:
publicado por José Carlos Silva às 18:45 | link do post | comentar

Santa Margarida: estabelecimento de ensino apresenta falhas graves

 

 

As visitas realizadas pela Coligação Lousada Viva à freguesia de Santa Margarida, nos dias 17 e 18 de maio, permitiram conhecer melhor a freguesia e elencar algumas medidas que é urgente tomar para melhorar a qualidade de vida da população.

 

No que diz respeito à Escola, verificou-se a existência de humidade nas salas de aula. Além disso, o piso do Parque Infantil está em areia e precisa de ser substituído por borracha. A escola tem Internet mas raramente funciona.

 

Neste estabelecimento de ensino está a funcionar uma Unidade de Apoio Especializada à Multideficiência, que apresenta muitos problemas graves, que urge resolver: a sala é demasiado pequena para o número de alunos, o WC não está adequado para alunos com deficiência e precisa de vários equipamentos, como por exemplo uma marquesa.

 

“A situação só não é mais grave devido ao apoio incansável da Junta de Freguesia e de alguns beneméritos”, afirma o vereador Leonel Vieira. Os representantes da Coligação Lousada Viva foram ainda informados que o Município de Lousada há muito que conhece estes problemas. Para Leonel Vieira, “a falta de resposta do Município de Lousada às solicitações das escolas, das associações e das juntas de freguesia é recorrente e lamentável”.

 

A única associação que existe na freguesia é a Associação Desportiva e Cultural de Santa Margarida, com sede no edifício da Junta de Freguesia. Dedica-se à prática do futebol e pretende alargar a sua atividade, de forma a integrar futebol feminino e atividades de âmbito cultural.

 

Foram ainda elencadas outras necessidades, mormente a construção de uma Casa Mortuária, para a qual a Junta de Freguesia está a concluir o processo de aquisição do respectivo terreno, e a pavimentação da rua do Alto da Boavista. Relativamente à iluminação pública, esta é necessária em parte da estrada da Capela; na EN 207, no limite com a freguesia de S. Miguel, onde apenas três postes resolvem o problema; na Travessa das Taipas e na Rua Alto da Boavista.

 

A cobertura da rede de abastecimento de água é superior a 90%, apesar de poucas habitações terem aderido. O mesmo não acontece com a rede de saneamento, que é inferior a 40%, tendo sido colocadas condutas apenas na rua da Boavista, no Alto da Boavista e na Estrada Nacional 207, aquando da repavimentação executada pela Estradas de Portugal.

 

A noite de sexta-feira foi dedicada aos à homenagem a todos aqueles que foram candidatos pelo PSD à Junta da Freguesia. Foram homenageados João Pereira (a título póstumo) e Maria Isabel da Costa Lopes Vieira Magalhães, tendo ambos exercido funções como presidentes de Junta, e João Edgar Ferreira Avelino, atual presidente da Junta de Santa Margarida.

 

 

  

 
publicado por José Carlos Silva às 16:45 | link do post | comentar

Boa tarde

tags:
publicado por José Carlos Silva às 16:28 | link do post | comentar

mais sobre mim

pesquisar neste blog

 

Maio 2012

D
S
T
Q
Q
S
S
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
22
25
26
28
29
31

posts recentes

últ. comentários

  • Gostei desse blog, visite o meu: http://thefamosos...

Posts mais comentados

arquivos

tags

todas as tags

subscrever feeds