É Natal.

Natal. Natal na minha aldeia. Natal nas aldeias do Mundo. Natal de todos. Natal da vida. Natal do sorriso da criança que corre no areal olhando a imensidão do mar e a sua estranha serenidade. Natal de todas as crianças que sorriem mesmo na dor espúria do nada. Natal de todas crianças que sorriem angustiadas perante o tudo. Natal dos grandes e dos pequenos que esquecem as diferenças e pousam as fúrias e as diferenças por momentos. Natal da vida.

É Natal. Natal do Menino que nasce em todos nós, pois todos nascemos quando Ele nasce e morremos quando esquecemos que ele Vive connosco. Nunca o podemos esquecer: Natal são todos para júbilo do Menino. Ele nasceu por e para isso. Para também nascermos e vivermos com Ele todos os dias e não apenas no Natal.

Natal é hoje, é ontem e é amanhã. A criança que corre no areal da vida olhando o mar estranhamente sereno é o Menino, é todos nós, é a Vida.

Sejamos Natal.

tags:
publicado por José Carlos Silva às 13:01 | link do post | comentar