Cumpre a regra: sê rebanho, nunca ovelha.

Cumpre a regra: finge que tudo está bem.

Cumpre a regra: finge, nunca digas não.

Cumpre a regra: finge sorrir, mesmo quando não te apetece sorrir.

Cumpre a regra: fala, mesmo que te apeteça virar as costas.

Cumpre a regra: sê amigo, mesmo não sendo amigo.

Cumpre a regra: diz a verdade, mesmo que não seja a verdade.

Cumpre a regra: mente, mesmo que não seja mentira.

Cumpre a regra: não sejas feliz, não queiras ser feliz, não tentes ser feliz, há sempre alguém que não aceita que sejas feliz.

Cumpre a regra: sempre que pensares estar certo estás errado, quando pensares estar no caminho da verdade estás, precisamente, no caminho da perdição, dir-te-ão.

Cumpre a regra: a parecer-te-á uma tremenda chatice, contudo tudo será mais fácil, o mal passar-te-á ao lado e a vida será um permanente sorriso.

Cumpre a regra: sê rebanho, nunca ovelha.

Cumpre a regra: vai à festa, mesmo que não queiras ir à festa.

Cumpre a regra: não faltes a reuniões, mesmo que vás a reuniões, mesmo que vás a reuniões, mesmo não sejas convidado para ires a reuniões, mesmo que as reuniões sejam uma perda de tempo, mero entretimento, para papalvos e gambuzimos, mesmo assim vai às reuniões, é importante ir a reuniões.

Cumpre a regra: sorri, é bom sorrir.

Cumpre a regra: sê tu mesmo, sabendo dessa dificuldade e sabendo que não querem que sejas tu mesmo, mas sê tu mesmo.

In diário, 16 de fevereiro de 2014, por José Carlos Silva

publicado por José Carlos Silva às 15:05 | link do post | comentar