Espanha

É domingo. É tempo de Natal. Não há clima para este estado de alma: a deriva europeia, o fim de um ciclo há muito anunciado. O totalitarismo ou a sua ameaça paira como uma sombra e nada parece fazer-lhe frente. 

A Europa - similar a um qualquer antigo império - parece desagregar-se. A insegurança e a incerteza são a normalidade do quotidiano, numa similitude ao período que precedeu a I e II Grande Guerra do século passado.
O que será da Europa se a Espanha guinar à Extrema Esquerda, após a Grécia e Portugal? Depois virá a França, que guinará para a Extrema Direita; e depois a Itália, e depois...Que Europa...Por estes dias só o Natal interessa...por estes dias só um grupo restrito pensará a Europa...Putin é o único que sorri feliz...

publicado por José Carlos Silva às 14:50 | link do post | comentar