Segunda-feira, 04.07.16

Um dia vão querer medalhar-me por nunca me ter calado, por sempre ter dito não àquilo que considerei menos bem ou mal, por sempre ter defendido os meus ideais. É isso que eles me dirão.

 
 

medalha-da-11-convenco-nacional-da-baia-lions-club

 

Um dia vão querer medalhar-me. Um dia vão querer honrar-me em nome do meu desassombro e da minha coragem para o combate, para a luta, em nome dos meus ideais, da liberdade, das liberdades, do bem, da igualdade e da justiça. Um dia vão querer medalhar-me por nunca me ter calado, por sempre ter dito não àquilo que considerei menos bem ou mal, por sempre ter defendido os meus ideais. É isso que eles me dirão. É nisso que eles quererão que eu acredite que seja a principal razão, a verdade perfeita. Mesmo que não o seja. E não o será. Claro que não o será. A razão para quererem um dia espetarem uma medalha no meu peito é não admitirem, mais uma vez, que concordam com a minha verdade, uma ínfima parte dela que seja. Não concordam.

Medalhar-me vai ser a tentativa vã de corromper-me, de suavizar o peso de toda a verdade, do impacto da verdade escrita ao longo de todos os anos. Será quase como uma lavagem do efeito direto da verdade na opinião dos outros. Pois, o que pensarão os outros de um homem livre que sobe a um palco e se deixa seduzir por uma medalha, um aperto de mão, umas palmadas nas costas, uns breves elogios e uma saraivada de aplausos? O que pensarão os outros? Mais um daqueles que afirmou, anos e anos a fio, ser impoluto e imune a tudo e a qualquer intenção, menos a uma medalha. O que diz a raia miúda? É igual a esses badamecos que vivem para honrarias, para o poder, para viverem do poder. Esse poder não honrará, não o medalhará, não projetará. Pelo contrário, a medalha, o momento, a festa que lhe farão, será a festa desse mesmo Poder, dos detentores desse Poder e ele não passará de um mero figurante.

Um dia vão querer medalhar-me. Nesse dia não posso esquecer-me que a festa não será minha, mas dos detentores do Poder.

publicado por José Carlos Silva às 11:40 | link do post | comentar
Domingo, 13.12.15

Do combate

Um combate é sempre um combate. Num combate ganha-se ou perde-se. Eu tenho uma leitura diferente do combate, de qualquer combate: mais do que Ganhar ou Perder é o aviso que fica; mais que Ganhar ou Perder é lembrar que nada é eterno, até o poder; mais que Ganhar ou Perder é marcar terreno, aquela ideia do capitalizar, o que ficou na retina; afinal é mortal...Um combate é combate...e pode haver sempre um próximo...

tags:
publicado por José Carlos Silva às 11:23 | link do post | comentar

mais sobre mim

pesquisar neste blog

 

Dezembro 2016

D
S
T
Q
Q
S
S
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
25
26
27
28
29
30
31

posts recentes

últ. comentários

  • Gostei desse blog, visite o meu: http://thefamosos...

arquivos

tags

todas as tags

subscrever feeds