Quarta-feira, 10.10.12

António José Seguro – e a sua trupe – viveram o sonho de Hollande. Festejaram a vitória de Hollande. E amarraram-se inevitavelmente ao funeral de Hollande.

Quando Hollande surgiu no firmamento político francês a esquerda europeia acordou num sonho e reagiu a uma só voz: em França renascia a esperança de uma nova europa, de uma europa renascida das cinzas, qual fénix resgatada à dor que a direita lhe inflige e ele, Hollande, seria o facho libertador dessa direita neoliberal e cinzenta, tornando o Velho Continente num eldorado de sonhos e quimeras. Com Hollande tudo renasceria, tudo voltaria a ser luz e esplendor.

Assim acreditou piamente António José Seguro. E se acreditou piamente a Hollande se associou na sua gloriosa caminhada para o Coliseu. Paris foi um delírio. Paris seria o motivo para desacreditar o governo de direita de Portugal. Paris e Hollande seriam sinónimo de força e vitória. Daí a ostensiva colagem.

António José Seguro – e a sua trupe – viveram o sonho de Hollande. Festejaram a vitória de Hollande. E amarraram-se inevitavelmente ao funeral de Hollande.

 

António José Seguro, a sua trupe, a trupe jornalística que lhe deu gás, os comentadores de esquerda (tendo à cabeça o fervoroso Mário Soares), subitamente calaram-se.

Demasiado tarde.

 

A França entrou em convulsão social. O caos emerge nas ruas diariamente e em crescendo. Ninguém cala os franceses. Sentem-se enganados.

Hollande, pelos vistos, não trapaceou só os franceses. Pelos vistos enganou António José Seguro, Mário Soares, Loução, a esquerda portuguesa, uma certa trupe jornalística e os socialistas europeus.

 

Hollande, passou de Deus a diabo num ápice. E agora assisto a um assobiar, a um olhar para o lado, a um encolher de ombros e a um fazer de conta perante a apresentação de medidas e discursos exatamente iguais aos praticados em Portugal. Com uma diferença: Pedro Passos Coelho não enganou os portugueses, pois todos sabiam que tinham de pagar as dividas contraídas por Sócrates, ao contrário de Hollande.

 

Daí não entender a postura de António José Seguro e do partido Socialista perante o OE e outras matérias estruturantes para o país e para os portugueses.

Talvez se fosse em França…com Hollande…Talvez que…Quem sabe…

publicado por José Carlos Silva às 19:54 | link do post | comentar

Subida da idade da reforma na Função Pública não afetará pedidos deste ano

O secretário de Estado da Administração Pública, Hélder Rosalino, garantiu, esta quarta-feira, que quem efetuar o pedido de reforma até ao final do ano não será penalizado pelas novas regras. Ana Avoila, da Frente Comum dos Sindicatos da Administração Pública, contraria esta versão e afirma que existirão penalizações.


jn
publicado por José Carlos Silva às 18:52 | link do post | comentar

Lousada: Associação Primeiro Plano com inscrições abertas para o novo ano lectivo

A Associação Primeiro Plano - espaço cultural, em Lousada, já abriu as inscrições para o novo ano lectivo. Estas decorrem de segunda-feira a sexta-feira, das 14h00 às 17h00, até ao próximo dia 17 de Outubro na Sede da Associação.

 

As aulas destinam-se a Adultos e Seniores, sendo que a oferta formativa passa pela Informática, Inglês, Teatro, Mundo Atual, Pintura, Ginástica, Música, História da Arte, Dança, entre outras disciplinas.

 

Para informações e/ou inscrições a associação pode ser contactada pelo telefone 912 309 364 ou na sede, no edifício Lousatur - por cima dos Correios e das Finanças.

 

V. olhar

publicado por José Carlos Silva às 17:18 | link do post | comentar

Boa tarde

tags:
publicado por José Carlos Silva às 17:07 | link do post | comentar

mais sobre mim

pesquisar neste blog

 

Outubro 2012

D
S
T
Q
Q
S
S
1
2
3
4
5
6
7
8
9
12
31

posts recentes

últ. comentários

  • O Miguel Relvas não foi secretário geral do Pedro ...
  • Gostei desse blog, visite o meu: http://thefamosos...

Posts mais comentados

arquivos

tags

todas as tags

subscrever feeds