A conquista do poder

Em política, como na vida, o tempo resolve ou ajuda a dirimir tudo ou quase tudo. Esta é uma das suas virtudes. Mas a virtude maior é saber esperar.

O poder – a sua conquista – obedece a rituais que se prolongam e ramificam em diversas direcções. Saber contornar certos obstáculos é a maior arma que se pode ter em política, e saber esperar é a cereja em cima do bolo.

Todos os caminhos, e são imensos e diversos, direccionam-se para o poder, mas só um pode e deve, forçosamente, ser trilhado. Traça-lo e cumpri-lo, é desiderato para vencedores.

A política é a arte das subtilezas que se conjugam com a estratégia definida e desenhada num caminho mais curto ou mais longo para alcançar o poder.

Diário – 23 de Fevereiro de 2003

publicado por José Carlos Silva às 15:21 | link do post